Em 14 dias, a imagem da final da Libertadores mudou completamente

As imagens vistas pelo mundo naquele dia 24/11, em Buenos Aires dificilmente serão esquecidas. Pedras, garrafas e tudo mais voando em direção ao ônibus da delegação do Boca Juniors. Jogadores vomitando, passando mal e Pablo Perez sendo levado ao hospital com problemas no olho. Fatos lamentáveis de um jogo que tinha tudo para ser histórico dentro de campo, mas ficou marcado pela barbárie de torcedores e a incompetência de dirigentes e da Conmbol.

River Plate e Boca Juniors são as duas maiores torcidas da Argentina, juntas realizam um dos maiores clássicos do mundo, de rivalidades que ultrapassam as quatro linhas. Uma final de Libertadores entre as duas equipes era para ser algo grandioso, mas agora, passados quase duas semanas do ocorrido, o que sobrou foi um sentimento de constrangimento.

Constrangimento pela falta de punição. O River saiu com uma pena branda, quase nada pelo que sua torcida fez, Ao mesmo tempo, o próprio clube já deveria ter levado punições mais severas por outros incidentes nessa atual edição da Libertadores, mas nada ocorreu. A Conmebol se manteve coerente com sua história. Se mostrou mais preocupada com a imagem, com a parte financeira, do que propriamente com os clubes, jogadores e principalmente, torcedores.

Realizar o jogo na Espanha é algo trágico, mas, ao mesmo tempo, cômico. O futebol sul-americano parece ter assinado um atestado de incompetência e recebeu uma “mão amiga” dos europeus. O Santiago Bernabéu não tem nada com isso, vai receber o jogo e certamente mostrará toda sua imponência de palco de final de Champions League, Copa do Mundo e Eurocopa. Madri também, está no seu direito de querer sediar um evento esportivo e mostrar ao mundo sua capacidade de receber os “amigos” argentinos.

Ao longo dessa semana, dois jogadores, de River e Boca deram declarações semelhantes quanto ao que ocorreu e o rumo que essa final tomou. O atacante do Boca, Benedetto afirmou que sempre foi desejo atuar no Monumental de Nuñez e que tudo isso é muito vergonhoso para todos.

O que aconteceu na Argentina foi uma vergonha para o país, espero não trazer esses problemas para a Espanha”.

Já o zagueiro do River, Pinola, foi mais profundo e analisou o caso como um todo. Segundo o jogador Millionario, a imagem argentina está manchada há muito tempo e por vários motivos.

 

A imagem da Argentina está manchada há muito tempo, só que desta vez foi enfatizada porque esta final é disputada por duas equipes tão conhecidas como River e Boca, mas essa imagem não será limpa neste fim de semana, existem coisas mais profundas para limpar a imagem daquele belo país”.

Uma final que tinha tudo para ser grande, histórica e memorável, mas virou mais um jogo, algo muito menor, que não lembra nem de longe uma decisão da Copa Libertadores.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s