Football Leaks: Uefa teria arquivado caso de doping com Sérgio Ramos

Segundo documentos revelados pelo Footbaal Leaks e divulgados pelo jornal francês Mediapart, além da revista alemã Der Spiegel, a Uefa, o Real Madrid e o zagueiro Sérgio Ramos terão que dar explicações sobre um polêmico caso. De acordo com as publicações, que fazem parte de uma rede de colaboração de pesquisa, na noite em que o Real Madrid conquistou a final da Liga dos Campeões contra a Juventus (2017), o zagueiro e capitão merengue testou positivo para uma substância do doping e o caso foi acobertado pela Uefa.

Segundo as reportagens, Sergio Ramos fez o exame antidoping após o jogo final da Champions League, em Cardiff e os resultados apontaram vestígios de dexametasona, uma substância à base de cortisona e com efeito anti-inflamatório. Essa substância aparece na lista de proibidos da Agência Mundial Antidoping (WADA). O Real Madrid deveria ter avisa que seu jogador estava ingerindo esse tipo de medicamente, mas não o fez e a Uefa não investigou os motivos.

De acordo com os jornais, Sérgio Ramos atribuiu a culpa ao médico do clube espanhol, que assumiu a responsabilidade do resultado, afirmando em um relatório à Fifa que o zagueiro era inocente. Segundo o relatório da Uefa sobre a situação, o médico do clube merengue errou ao comunicar as substâncias injetadas no ombro e no joelho de Ramos devido à “euforia do momento após conquistar o título”.

A versão do médico aparentemente foi bem recebida pela equipe antidoping e pela Uefa, que encerrou o caso. Segundo a Der Spiegel, a entidade máxima do futebol europeu escreveu em uma carta: “No futuro, pedimos para que você e o médico da equipe sejam extremamente cauteloso ao preencher o formulário de controle de doping e, mais precisamente, a declaração da medicamentos”.

DnfaAsNWwAIwRqO

Se não bastasse o relato acima, parece que não foi a única vez que Sérgio Ramos violou as regras antidoping. Em 15 de abril deste ano, após o jogo contra o Málaga, o zagueiro foi destinado para fazer os exames. De acordo com os documentos do Football Leaks, o chefe da Unidade de Controle de Doping da Agência Espanhola Antidoping enviou um relatório ao Real Madrid, relatando o que aconteceu.

Segundo os documentos, Ramos teria perguntado se ele poderia tomar um banho antes da amostra de urina, o que não é permitido e ele foi proibido. Porém, de acordo com o relatório, Ramos ignorou as indicações e tomou banho. Mesmo após tudo isso, o jogador merengue também não sofreu nenhum tipo de punição.

Nota do Real Madrid sobre o caso

Após a bomba revelada pelos documentos do Football Leaks, o Real Madrid emitiu uma nota oficial. O clube afirma que Sergio Ramos nunca violou normas de controle antidoping e que a Uefa encerrou o caso após esclarecimentos. O Real ainda afirma que não se pronunciará sobre o conteúdo da matéria.

Confia a nota do clube espanhol

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s