Antes de mais nada, o VAR não é um problema

Dedé não merecia, não deveria e não poderia ter sido expulso. Isso é fato, foi erro da arbitragem e não tem muito o que discutir. Lance de jogo, não foi intencional e não foi uma jogada para cartão vermelho. Agora, não vamos culpar o VAR, ok?

O árbitro de vídeo, conhecido como VAR, é um instrumento para ajudar a arbitragem nos jogos de futebol. Ele está lá para tornar o jogo mais transparente, eficiente e claro, quanto à lances complicados. O problema não é a tecnologia e sim, quem controla essa novidade. Esse tipo de lances desmoraliza o uso do VAR, é uma chance para àqueles que não gostam da tecnologia baterem e levantarem o argumento de que não é necessário usar o árbitro de vídeo, já que erros graves continuem acontecendo.

fox

Infelizmente, o uso incorreto do VAR só prejudica a evolução do esporte. O protocolo do árbitro de vídeo diz que a última palavra é do juiz principal, ele pode ser aconselhado à ver o lance, mas não é obrigado a seguir a recomendação. As correntes contrárias à tecnologia comemoram o erro de critério dos árbitros, os equívocos e a falta de soberania na decisão da arbitragem.

Curiosamente, na terça-feira, durante o duelo entre Grêmio e Tucumán, a arbitragem seguiu de maneira correta o protocolo do VAR, o que significa que o problema não está na tecnologia, e sim nas pessoas e na falta de padronização de critérios. O Boca mereceu vencer em campo, mas um lance como esse deixa o principal, que é o jogo, em segundo plano.

Repito, o avanço não pode ser culpado. O VAR não é um problema.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s